MULHERES APAIXONADAS NÃO ENTRAM EM AÇOUGUES
Letra e música: Ricardo Caulfield

Mulheres apaixonadas não entram em açougues
Tripas e vísceras
o amor não fala nada sobre
nem os contos de fadas

Vingança é a única matemática
que os ingênuos conseguem entender
quando tentam viver na prática
amores de novela de TV

Você pergunta o meu ascendente,eu digo que não sei
você não entende que certas coisas eu não sei
Você diz que a cada instante estou ficando mais distante
Mas eu sou assim
Às vezes gosto de ficar só, às vezes me sinto melhor
só com o espelho olhando pra mim

mulheres apaixonadas não entram em cemitérios
pois o fim é o fim do mistério
são tantas mensagens no ar
só os mortos não vêem o luar

Quando o homem exorciza a criança
quando a realidade mutila as lembranças
quando sangue faz o dinheiro jorrar
mulheres não deveriam se apaixonar

Você pavilhou seu caminho e quer enfeitar o meu
você joga fora os espinhos e quer iluminar o breu
você diz que a cada instante estou ficando mais distante
mas isto não acontece
você não entende a diferença que existe desde a nascença
entre homens e mulheres

Voltar