O MALDITO PARQUE DOS CORRUPTOS

"Atenção, cuidado: prefeito jovem"
Diz a placa.
Animal que mente, que mata
Suborna, sufoca e achaca
Cuidado com o prefeito pitboy
Ele sabe onde mais dói
E lá que vai te dar um choque

Policia na mão, nada na cabeça
Gosta de televisão e da imprensa
Um astro,
Mentira, o seu rastro
Para acabar a criminalidade
Vai proibir andar na cidade
Ele precisa subir a estatística

Criado, trancado em condomínio
Jovem, cínico e conservador
A ditadura fascinava o vovô

"Cuidado: governador experiente"
Diz o letreiro mais à frente
Herdeiro de uma saga
Que destrói, deturpa e disfarça
Cuidado com o político da terceira idade
Suas convicções de outrora
lhe parecem ingenuidade

Ele fez tantos aliados, andou por tantos partidos
Não sabe mais quem são os inimigos
Velha raposa da política
Com as madeixas pintadas
Ele é o rei das verdades vagas

Homem sem escrúpulos
Velho cínico e conciliador
Na ditadura, ele se fartou

Não interessa o partido
Não interessa a idade
Gosto mais do político quando se torna mártir

Esse parque é uma fratura exposta

Torço para meu candidato nunca se eleger
Não chegar o mandato e eu me arrepender

Cuidado com o candidato se ele for
Dirigente de futebol
Cuidado com o candidato se ele for
Playboy queimado de sol
Cuidado com aquele que apela e pede que o eleitor acenda uma vela

Não interessa o partido...

Entre a necrose e a podridão
Entre a infâmia e a submissão
Anular pode ser a opção
A opção.

Voltar