A ETERNIDADE DO CAOS

As fotos duram para sempre
O passado ainda bem que acaba
As fotos duram às vezes
O passado às vezes desaba

A foto mostra a chuva
O passado explica a água
Na foto você navega
No passado, você naufraga.

Você quer transformar a realidade em fantasia
Então está na hora de tirar fotografias
Com os olhos grávidos de saudade

Lembra da roda gigante
Do colar que você perdeu?
Lembra daquela tarde quando a gente se conheceu?
Estou na fotografia, mas este passado não é meu

Refrão

Histórias são oito
As fotos são nove
Não existe mentira
que uma foto não comprove

Voltar