TUDO O QUE EXISTE
Letra de Ricardo Caulfield

Eu me sinto mal
Meu corpo podre
Uma doença mental
Um demônio morto
O mundo é um esgoto
O fim é uma porta de entrada
Ouçam-me gritar, é difícil acreditar
No que a decadência e degenerescência possam fazer
Nada mais forte do que o meu sofrer!

O que eu procuro não existe: esperança!
Vingança...seria a motivação!

Os hipócritas estão certos
Estão vivos e são mais espertos
Como me iludiram enquanto vivi
As coisas boas passaram
Eu não as vi, elas não existiram para mim!

As coisas boas não existiram para mim!

Voltar